sábado, 30 de dezembro de 2017

MULHER CIUMENTA





Aos homens que possuem uma mulher ciumenta, vou contar-lhes um breve relato. Mulher ciumenta às vezes é tão ciumenta que chega a ciumar de si mesma! É bem comum, ela achar um fio de cabelo no ombro do marido, esquecer que estava abraçada a ele pouco tempo atrás e perguntar sem pestanejar: - De qual mulherzinha sem vergonha pertence esse fio de cabelo, hein? O fato que vou descrever, quem me contou foi o próprio. Armando possui uma megera naquilo que ele chama de lar, pois está mais para Alcatraz, a palavra lar soa aconchegante, já Alcatraz está mais para uma tortura psicológica infernal. Diria que a comparação caiu bem e nem que seja exagero de minha parte. Em um dos nossos raríssimos encontros após seu casamento, porque você sabe né, homem casado com uma mulher assim tem que evitar as perturbações ao máximo possível; é como diz o ditado: "Quem boa Ave Maria faz em sua casa está em paz!" Armando me contou que sofre com os infortúnios do matrimônio, que sua mulher ciúma até do vento! Como se eu não soubesse, mas enfim.

 Antes de se casar ele costumava sair com os amigos para beber cerveja após o final do expediente, era uma diversão só, hoje o coitado limita-se apenas a dá desculpas, dizendo que está sem tempo e que anda trabalhando muito, mas seus amigos já desconfiaram que o motivo é a esposa que é barra pesada e que se ela pudesse montaria uma central de monitoramento 24 horas por dia! A mulher do Armando desenvolveu um faro aguçado, eu diria um olfato apurado de um cão farejador, toda vez que ela sai no carro dele, cheira o encosto do banco de passageiro para certificar-se que nenhuma sirigaita invadiu seu território! De vez em quando ela se pega de quatro vistoriando embaixo dos carpetes do veículo para ver se acha algum objeto suspeito de alguma desajustada desavisada. É mais desconfiada que Hércules Poirot investigando homicídio!
Outro dia o Armando se descuidou e acabou deixando no bolso da calça duas anotações em um pequeno papel enrolado, a mulher dele sendo a exímio detetive que é, jamais iria deixar passar desapercebido e foi logo enfiando a mão no bolso da calça e acabou encontrando o imbróglio com dois números de telefones grafados com supostos nomes de mulheres; Paulínia e Marília para a sua infelicidade. Bastou para começar a espumar feito cachorro raivoso e ficar numa coloração esverdeada igual o Hulck quando fica bravo. Xingou o marido de tudo quanto foi nome e não satisfeita preparou uma emboscada, deixou uma vassoura atrás da porta para quando ele chegasse.
Assim que o marido inocente chegou em casa, foi pego de surpresa e golpeado na fuça com dolorosas vassouradas, sem que o pobre infeliz ao menos saber o que estava acontecendo. Mulher ciumenta com vassoura nas mãos parece que incorpora bruxa e fica mais violenta do que galo de rinha! Foi aí que o marido já todo dolorido e cheio de hematomas ao desvencilhar-se das pauladas e conseguiu falar:
- Calma! Calma! Porque está me batendo assim, ficou louca?
Ela respondeu: - Ainda pergunta seu sem vergonha! Cachorro! Seu cafajeste! Suma já daqui suma seu traste! Tá pensando que eu não sei que você anda saindo com duas sujeitinhas de nome Paulínia e outra chamada Marília !!
Só aí o Armando se ligou que as pancadas que recebera faziam sentido e tratou de se explicar:
- Calma mulher! O papel que você achou no bolso da minha calça, são dois números de telefones das novas filias da empresa onde trabalho!
Até explicar que focinho de porco não é tomada já havia tomado uma surra da mulher, nunca mais ele esqueceu mais nada no bolso da calça, precavido com ele só, adquiriu até o hábito de usar calças sem bolso!
Autor: Jostly

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...