quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

SAUDADE


Saudade como sentimento
Que nasce da vontade, 
De algo que foi bom ...

De pessoas que foram,
E de quem sempre será..
Da magia, de histórias, de algo, sei lá...

Se pode conter? Quando?Onde?
A dor que se esconde ao lado do amor ...
Confusa saudade faz-nos tristes por algo bom; 
E a vontade, amiúde de correr ao seu som ...

O som que se funde no lagar d’alma 
A dor que derrete. O amor que afaga;

Óh saudade, constante és em nós
 Pelas sendas onde passas 
Causas devaneios amargos e fechados nós

Aonde está? 
Venha para que a arranquemos,
 Morra à vontade,
Apresente a mim as causas da saudade.

Autora: Samara P. Silva

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...