domingo, 16 de novembro de 2014

SEDE DE VOCÊ


Estou vivendo um dilema
Dum amor que me consome
A saudade sem dó bate n'alma
Assim, vou vivendo esta síndrome.

Meu desejo de ver-te, não quer cessar
A nostálgica saudade a me surrar
Em lágrimas meus olhos não afogariam
Se hoje eu pudesse te encontrar.

Correria em sua direção para abraçar-te
Meus agitados ânimos se acalmariam
Meu coração mais forte palpitaria
Se hoje eu pudesse beijar-te.

Meus olhos de tão felizes brilhariam
Nossos corpos num abraço se fundiriam
Nossos lábios sorridentes se tocariam
Se hoje eu pudesse ter você.

Minha tortura, finalmente iria findar
Minha alma em felicidade enalteceria
Minha libido como chamas arderia
Se hoje eu pudesse te amar.

Autor: Jostly

sábado, 1 de novembro de 2014

DOIS MUNDOS


Nesse mundo há dois mundos
Um dos ricos o outro dos pobres
Enquanto uns residem em castelos nobres
Outros padecem em apelo profundo.

Como pode um mundo ter dois mundos?
Um sem liberdade, desprovido de riquezas
E outro esbanjar luxúria e desdenhar a pobreza
Fingir não vê infortunados países oriundos.

 A situação socioeconômica é desanimadora
As guerras dizimaram a população quase por inteira
A fome corrói o estômago, não é brincadeira
Cenário de guerra desolador, assim é Serra Leoa.

Sem o que comer e sem ter água potável para beber
Vivem sofridos, famintos e esquecidos
Ninguém enxerga esse deserto sofrido
Surto de cólera, fome e sede este é Niger.

Colonizadores franceses exploraram com muita gana
Escravizaram a população sem piedade
Paris elegante, luxuosa e belíssima cidade
                                           Só dor restou para República Centro-Africana.                                                            
Tenho o negro no nome e não tenho regalia
 Severas penas e governada por rebeldes
Sou constituída por habitantes rudes
Agonia e mortes violentas, assim é Somália.

Formado por ilhas, faço fronteira com Senegal
Expectativa de vida é uma das menores do mundo
Grito por clemência, mas fingem-se de surdos
Abrigo povos sofríveis, sou Guiné-Bissau.

País dos ex-escravos, tenho desnutrição em demasia
Meu nome significa “país dos libertos”
Sou tão pobre que meu futuro é incerto
Peço ajuda, mas me ignoram, sou Libéria.

Apelidaram-me de terra dos povos rudes
Tenho conflitos entre os “tutsis e hutus”
Necessito de ajuda externa da ONU
Analfabetismo e pobreza em demasia sou Burundi.

Meu corpo é coberto pelo deserto do Saara
Analfabetismo e subnutrição me castigam
Por benevolência meus habitantes suplicam
Muita seca e fome prevalecem em Chade.

 Não sou banhado pelo mar nem por sua maré
Tenho a pior média de expectativa de vida
Muitos dos meus habitantes portam o vírus HIV
Meu nome significa casa de pedra, sou Zimbábue.

Peço ajuda humanitária e que todos orem por mim
Imploro por comida para matar minha insaciável fome
Imploro por água para matar minha insatisfazível sede
Encontro-me em situação deplorável, sou Haiti.

                    Autor: Jostly

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...