domingo, 6 de julho de 2014

À NOITE


Quando cai o anoitecer, eclipsando o horizonte
As estrelas timidamente aos poucos vão surgindo
Como crianças jubilosas dos céus brincando.
Surge a lua com seu fulgor por trás dos montes.

Ó magnífica noite que desperta meus sentimentos,
Jamais me desvencilhe desses momentos afáveis
Onde me pego a sonhar, sonhos adoráveis
E me desperto louco, pelos meus irreais encantos.

 Noite, que fortalece os laços afetivos dos casais
Que aguça a inspiração e a sensibilidade do poeta
Noite de prazeres, de momentos que marcam época
Apaixonante, enamorada noite de atrações fatais.

 Noite, que embeleza os sonhos, os amores, as cidades
Que adormece os sentidos, dá asas à imaginação.
Provoca saudade que aperta meu frágil coração
Noite dos desejos incontidos, e das obscuridades.

Noite das paixões ardentes dos amantes
Das tristezas torturantes dos solitários.
Dos entretenimentos e das libidos arbitrárias
Ah! Inesquecíveis noites de aventuras emocionantes.

 Autor: Jostly

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...