quinta-feira, 15 de agosto de 2013

À BEIRA DA MORTE


Sobre a cama de fino lençol branco
há um corpo de “miss” inerte estirado
Ao seu redor, só o silêncio macabro, e eu
 melancólico a olhá-lo em pranto.

Nesse ambiente de silêncio lutuoso
onde não há risos, só há lúgubres
Olho aflito e vejo com triste lucidez
um lívido rosto feminil formoso.

Num lento movimento tenso
olhei-a, osculei-a, acariciei e apreciei
sua linda face e então desejei,
que fizesse nela um ditoso sorriso imenso.

Emitem lágrimas meus olhos langorosos
vendo estes lívidos semblantes, suspiro
Que  levantem-se desse leito cor de lírio
para dar-lhe assaz beijos saudosos.
Autor: jostly

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...