segunda-feira, 26 de agosto de 2013

SUCESSO OU CURIOSIDADE (PARTE II)



Após um tempo do sucesso da trilogia dos cinquenta tons, comecei a observar certos comportamentos nas pessoas, em especial nas mulheres, porque foram elas quem mais se interessaram por essas leituras cativantes. Parece que estes livros vieram para mudar a vida dos casais mesmo, de fato é verdade que os homens andam mais felizes com suas esposas, percebi que as mulheres que leram os livros deixaram de ser tão tímidas na hora do ato sexual. É que tem cada mulher tímida que às vezes nós homens ficamos um pouco descontentes com tamanha timidez. Tem mulher que é tão tímida nesse momento íntimo a dois, que elas não fazem sexo com a luz acesa, outras se pudessem não ficava desnudas na frente do parceiro, acho engraçado que elas têm mais vergonha de mostrar os seios do que a “perseguida”, digamos que sem querer você esbarra com uma mulher nua, ela para se proteger adivinhe aonde ela vai levar as mãos dando aquele gritinho? Nem preciso falar né?  Já pensou fazer sexo com a luz apagada? Possa ser que tenha pessoas que gostem eu particularmente odeio. 
  
 Se eu não vejo as curvas do corpo feminino não tem graça! Pois bem, acho que não dá certo apagar a luz nesse momento formidável. Meu amigo recém-casado me contou que a mulher dele é tão tímida nesse momento que pede para ele apagar a luz porque senão não tem nada, ou seja, vai dormi com vontade e melar a cueca. Ele para não ficar nesse aperreio fez à vontade dá mulher, foi até lá, pôs o dedo no interruptor que ficava um pouco longe da cama e apagou a lâmpada florescente do quarto, e todo contente com seus pensamentos maliciosos retornou a cama sem maiores dificuldades ainda iluminada pela luz da televisão ligada na sala. Mas, aí a mulher dele achou que ainda estava muito claro e pediu para desligar a televisão. Aí não prestou. Nesse momento o que um homem não é capaz de fazer para saciar a sua fome e acalmar a testosterona, lá foi ele realizar o que a mulher pediu. Desligou a televisão e tudo ficou num breu só, e agora para retornar a cama sem enxergar um só palmo a sua frente? Imaginem vocês a situação, ele totalmente no escuro de pênis em posição de sentido e tendo que procurar a saída para chegar até o quarto novamente. 

 O escuro faz a gente perder a noção do espaço por mais que a gente conheça bem, ele debatendo-se e tropeçando nos móveis, primeiro foi uma cadeira que ele mesmo havia colocado ali minutos atrás, depois deu de testa na parede que fazia divisa com a do quarto, tateando de braços abertos deixou o seu “documento” desprotegido, encontrou a porta do quarto, mas aí o pior aconteceu, já estava com um galo medonho na testa quando tropeçou, bateu de canela no criado-mudo e gritando em uma perna só ai, ai, ai minha canela feito saci, deu com o “lalau” bem na cabeceira da cama, o coitado ficou em posição de sentido até aquele momento depois disto, murchou tão rapidamente igual câmara de ar num instante só e aí acabou a noite maravilhosa! 

Bom, como eu dizia, as mulheres se soltaram mais e para isso bastaram ler só o primeiro da trilogia, aquelas que já estão no terceiro livro encontram-se num estágio mais avançado de desinibição, essas já estão no último da trilogia é o famoso “cinquenta tons de liberdade”. Mais aí tudo bem, não fosse uma pequena observação, percebi que quem está nesse estágio mais avançado da prazerosa leitura anda meio cansada, mas gente, por favor, não vão pensar que é por causa do peso do livro, longe disto. Acho que é pelo feto já está prestes a ter sua liberdade mesmo.
Autor: Jostly

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

CADÊ VOCÊ?


Meus olhos lacrimejados 
Pedem você para confortá-los 
Meu rosto está molhado 
Cadê você para afagá-lo? 

Meus lábios querem seus beijos 
Onde está você para matar meu desejo? 
Meus braços estão vazios 
Cadê você para preenchê-los? 

Meu corpo está em chamas 
Cadê você para acariciá-lo e, 
Minha ansiosa boca beijar? 

Para minhas chamas incendiar e, 
A plena felicidade me envolver 
Preciso de você em nossa cama.
Autor: jostly

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

APENAS VOCÊ


De tudo que há no mundo 
Eu de nada sentiria falta
Se eu tivesse apenas você
Você que é o meu tudo.

Se eu tivesse riquezas, luxúria
De nada adiantaria
Se eu não tivesse você
A vida para mim seria uma injúria.

Você têm tantas magias
Você que têm muitos encantos
Maravilhosa sintonia
Tu és a mais bela flor do campo.

Tu és o sol da minha vida
Tu és a lua do meu anoitecer
Tu és o brilho que me ilumina
A cada dia, a cada amanhecer.

Não existiria tanta melancolia em meu ser
Nem em meus dias e amanhecer,
Nem nas minhas noites e adormecer
Se eu tivesse apenas você.

A solidão não mais me congelaria
De frio, não mais tremeria
Minha alma rejuvenesceria
Se eu tivesse apenas você.

Não me bateria tanta solidão no peito
Nem me sentiria tão solitário assim desse jeito,
Se eu tivesse apenas você
Você, pérola rara da minha joalheria.
Autor: jostly

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

AMOR À DISTÂNCIA


Eu te amo meu amor, quero você perto de mim 
Sem você mergulho num profundo abismo 
Minha alma chora, preciso de você aqui comigo
Para esta maldita infelicidade atroz ter fim. 

Essa saudade insana que invade meu peito 
Sua ausência causa-me ansiedade extrema 
Meu coração palpitante, por você reclama 
O desejo acende a chama que queima por dentro. 

A noite cai e meu pensamento conecta-se a você 
Quero-te tanto meu amor que não consigo espairecer 
Sem você sinto-me como a onda sem o mar. 

Somos como a vida e o alento, o metal e o imã
Como a noite e a lua, o sol e o amanhecer 
Somos dois loucos nessa loucura de enlouquecer. 
Autor: Jostly

SUCESSO OU CURIOSIDADE?


Não podemos negar o sucesso estrondoso que o livro “cinquenta tons de cinza” está fazendo atualmente. É muito comum ver alguém lendo esse livro numa concentração que merece respeito! À atenção é tanta que faz com que quem não sabe do que o livro se trata se perguntar: “do que será que esse livro fala”? Como se o livro soubesse falar, mas enfim voltando ao raciocínio. Até acho que o sucesso do livro não é por causa do conteúdo ser muito bom, mas por causa da curiosidade das pessoas! Oh! Povo curioso!

Só sei que quem ler o livro parece ficar hipnotizado, se estar no metrô esquece até de descer, se estar na rua não sabe se ler ou se anda e acaba levando esbarrões. E sempre que vejo alguém lendo esse título é mulher, é sinal de que o negócio é bom mesmo. Isso é fato, mulher se interessou por algo vira sucesso instantâneo! Outro dia um colega de trabalho me perguntou: - Cara, você já leu esse livro?
 Respondi: - Não, por quê? Você já? Perguntei para ele. Ele me respondeu: - Minha amiga tem um, dei uma folheada rápida nele e achei o negócio meio louco, fala sobre sadomasoquismo, só sei que depois que ela leu esse livro, fica me olhando meio estranho! Acho que aflorou os instintos mais íntimos dela. Aí me surgiu à ideia de comprá-lo para presentear a minha vizinha, fui recompensado! Agora vou comprar mais dois para dá de presente! Falou e caiu na gargalhada!
 Autor: Jostly

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

À BEIRA DA MORTE


Sobre a cama de fino lençol branco
há um corpo de “miss” inerte estirado
Ao seu redor, só o silêncio macabro, e eu
 melancólico a olhá-lo em pranto.

Nesse ambiente de silêncio lutuoso
onde não há risos, só há lúgubres
Olho aflito e vejo com triste lucidez
um lívido rosto feminil formoso.

Num lento movimento tenso
olhei-a, osculei-a, acariciei e apreciei
sua linda face e então desejei,
que fizesse nela um ditoso sorriso imenso.

Emitem lágrimas meus olhos langorosos
vendo estes lívidos semblantes, suspiro
Que  levantem-se desse leito cor de lírio
para dar-lhe assaz beijos saudosos.
Autor: jostly

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

MALDITA SEGUNDA-FEIRA!


     


Se há um dia na semana que as pessoas odeiam, esse dia é a segunda-feira. Coitada, não faz mal a ninguém e mesmo assim é tão odiada! Que maldade das pessoas, elas não entendem que é apenas um dia comum do calendário. Nós a temos como uma maldição terrível, para quê tanto ódio no coração gente? Ela é apenas um dia da semana como outro qualquer. Boa para alguns, péssima para outros, enfim. Os fabricantes de despertadores não diriam que ela é maldita, eles diriam: “Ela é abençoada, obrigado segunda-feira nós te amamos”. 

 Pois, é o dia da semana que se quebra mais despertadores em todo o mundo, as pessoas ao ouvirem aquele som estridente cortar o silêncio, denunciando o momento de levantar para ir trabalhar: ” Trim! Trim! Trim! ” Viram umas feras! Não chega nem soar o quarto trim, elas descem o braço sem dó sobre o coitado, dando-lhe um certeiro e infalível golpe, semelhante aos dos profissionais do kung-fu, partindo-o ao meio. Esse não serve mais. Vai ter que comprar outro. Pois bem, após vencer a luta contra o inimigo mortal do sono, um adversário tão frágil para braços musculosos, não tem jeito, tem que levantar, no entanto, não antes de se ouvir uma voz distante quase imperceptível dizer: ”. É segunda-feira esqueceu? Tem que trabalhar, acorda! ” Opa! Ainda bem que quem disse isto não estava no lugar do ‘brinquedo maldito’. Se seu time perdeu domingo, você chega com aquela cara de bunda no trabalho já certo que vai ser massacrado pelos colegas. Haja paciência! Como se não bastasse ser o pior dia, ainda se transforma no mais longo. 

 É nela que se têm maiores chances de se ter um infarto, é nela que as pessoas costumam ‘matar’ membros da família. Isso mesmo amigo, você não leu errado não. É comum se ouvir histórias de funcionários que ligam para os seus chefes e dizem com voz melancólica: “Alô chefe? Então, não vai dar para ir hoje ó, minha tia morreu! Tô sem ‘cabeça’ pra trabalhar. ” Falam assim numa dramaticidade tão grande como se tivesse perdido a cabeça literalmente. Após colocar o fone no gancho dá aquele soco no ar igual Pelé nos anos sessenta comemorando gol. ’Yeeees! Consegui, eu sou demais! ’ Acho que é por isso que hoje em dia ser chamado de tio ou de tia ficou tão banal. Basta você ser visto ou vista apenas uma vez na rua já virou tio ou tia de alguém. Que coincidência não acham?
 Autor: Jostly

terça-feira, 13 de agosto de 2013

DOLORES


Meus olhos já viram tantos olhares
Por alguns, até já me contagiei
De todos os olhares que já troquei
Nenhum se compara ao olhar de Dolores.

Meu olfato, já sentiu tantos odores
Gardênia, camélia e jasmim
Todas exalam perfumes delirantes
Nenhuma exala perfume tão embriagante
 Como exala o corpo de Dolores.

Já ouvi tantas vozes
De todos os timbres e tons
Mas, nenhum desses sons
Soam igual à voz de Dolores.

Já provei tantos beijos e sabores
Alguns até não consegui resisti
Os suspiros e arrepios que já senti
Nenhum como senti nos braços de Dolores.

Nesta vida, já tive tantos amores
Amores felizes, bem-sucedidos
Amores infelizes, mal resolvidos
Mas, nunca amei como amei Dolores.
Autor: Jostly

VESTIDA DE BRANCO


Vestida de branco, sorridente subi ao altar 
A felicidade me cobria igual ao meu véu 
Lá estava eu, vestida de noiva para casar 
Fiz os votos e rituais, e parti para lua-de-mel.

Naquela noite, nada parecia ser tão perfeito
Não consegui conter-me, e chorei de emoção 
Era lindo, parecia o sonho que um dia tive no leito, 
A união de dois seres apaixonados num só coração. 

O tempo passou e com ele, veio à desilusão 
O que um dia fora perfeito, tornou-se mácula 
Espatifou-se, como um vaso de cristal ao cair no chão. 

Os fragmentos alfinetam meu pobre coração
Que já não releva mais essa amarga mágoa 
Não aceita remir, almeja apenas a separação. 
 Autor: Jostly

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...